Sócio de mineradora é condenado a mais de 12 anos de prisão no Amapá

26.07.2018 13:04 - Atualizado em 26.07.2018 13:06

Andrey Melo

jornalismo@cbnamazonia.com.br

Sílvio Veriano Porto, sócio da empresa Pangea Mineração, foi condenado pela Justiça Federal do Amapá a 12 anos e 9 meses de prisão em regime fechado. Ele foi condenado por esquema de corrupção e desmatamento após denúncia do Ministério Público Federal (MPF).