Guajará-Mirim identifica sete casos de hanseníase

13.07.2018 11:37 - Atualizado em 13.07.2018 11:52

Lena Mendonça

jornalismo@cbnamazonia.com.br

Em Guajará-Mirim (AM) sete casos de hanseníase foram diagnosticados durante atendimentos em uma unidade móvel. Os tratamentos devem durar de seis meses a um ano.